A aquicultura na UE

 

De acordo com estimativas da FAO, 47% do peixe para consumo humano é atualmente proveniente da aquicultura. Na Europa, a aquicultura representa aproximadamente 20% da produção de peixe e emprega diretamente cerca de 80 mil pessoas. A aquicultura na União Europeia é conhecida por obedecer a normas rigorosas em termos de qualidade, sustentabilidade e proteção do consumidor.

Atualmente, o mercado dos produtos do mar da UE é abastecido a partir das pescarias da UE (25 %), das importações (65 %) e da aquicultura da UE (10 %). No total, o consumo aparente de produtos da pesca e da aquicultura na UE atingiu cerca de 13,2 milhões de toneladas (Fonte: DG MARE a partir dos dados do Eurostat).

A produção da União Europeia, com 1,28 milhões de toneladas, que corresponde apenas 1,5% da produção mundial,

Os moluscos representam cerca de metade da produção da UE, sendo os mexilhões e as ostras os mais populares. Os peixes de água salgada, como o salmão, a dourada e o robalo, constituem cerca de um quarto da produção e os peixes de água doce, como a truta e a carpa, cerca de um quinto.

Portugal, no contexto da UE, representava, em 2011, 2% do valor da produção aquícola europeia.

 

[Fonte: Plano Estratégico para Aquicultura Portuguesa]


 

Veja também:

Sobre a estratégia de Aquicultura da União Europeia:

Factos e números:

Mais informação: